sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

183 anos da Viagem de Darwin

Charles Darwin


Foi no dia 27 de Dezembro de 1831 (há exatos 183 anos) que o jovem Charles Darwin partiu a bordo do navio HMS Beagle em uma viagem que demoraria quase cinco anos (retornou em 2 de outubro de 1836).


HMS Beagle (concepção artística)


Nesta viagem, Darwin fez importantes observações e estudos sobre biologia, geologia, paleontologia e antropologia. O Beagle passou pela América do Sul, contornou a costa brasileira, e Darwin ia coletando amostras pelos locais por onde passava. Mas foi nas Ilhas Galápagos, no Pacífico, que  ele encontrou as mais curiosas semelhanças entre animais de espécies distintas.

Estas observações serviriam para que ele desenvolvesse posteriormente a Teoria da Evolução das Espécies, que parte do princípio de que a vida do planeta sofre adaptações de acordo com o meio em que está inserida.


Dica de filme: O desafio de Darwin - NatGeo. A história conta os dilemas enfrentados por Darwin muitos anos depois do retorno do Beagle, mostrando o lado humano do genial cientista.


Referência: Wikipedia, Net Nature


quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Curiosity encontra oscilações importantes de metano em Marte

A sonda Curiosity, da Nasa, detectou aumento dos traços metano no ar da atmosfera de Marte.
A descoberta foi anunciada no último dia 16/12/2014 durante uma reunião da American Geophysical Unity.

O metano já tinha sido detectado pela sonda, mas em quantidades muito pequenas. Este aumento pode sinalizar possíveis reservas de matéria orgânica em decomposição, sinal de que Marte pode ter abrigado vida em um passado longínquo.

“A maior parte do metano da Terra é produzido por processos biológicos, e espera-se que ‘metano em Marte’ possa ser traduzido em ‘vida em Marte’”, declara o autor do estudo, Chris Webster, pesquisador sênior do LPJN, em Pasadena, na Califórnia.

Contudo, Webster deixa claro que ainda não foi possível distinguir se estes altos níveis detectados pela Curiosity são produzidos por processos "geoquímicos" ou biológicos.

Missões futuras, como a sonda e o orbitador ExoMars que deverão ser lançados ainda nesta década ou a próxima sonda da Nasa, um clone da Curiosity que deve ser lançado em 2020, poderiam dar os próximos passos para descobrir o mistério do metano de Marte. Webster aponta que atualmente existem instrumentos muito mais sensíveis que o equipamento de busca por metano da Curiosity.
Estes instrumentos, em teoria, poderiam diferenciar as possíveis origens bióticas do gás com facilidade. Mas atualmente não existem planos para levar esses instrumentos ao espaço, sejam da Nasa ou de outra agência espacial.

Referência: Scientific American

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Branqueamento dos Corais


O branqueamento dos corais ocorre quando a temperatura das águas aumenta. Assim, as algas que vivem dentro dos corais morre, e dessa forma, os corais ficam privados de sua principal fonte de alimentação. Os corais, que abrigam uma enorme quantidade de vida marinha, podem sobreviver ao processo de branqueamento, mas a taxa de mortalidade é alta após o expurgo das algas. Com as temperaturas dos oceanos batendo recordes em 2014, os especialistas estão começando a pensar que a Terra está a caminho de vivenciar um dos piores eventos de branqueamento desde o poderoso El Niño de 1998. Não há efeitos fortes de El Niño previsto para este ano, porém, os cientistas estão especulando sobre se este tipo de dano vai se tornar corriqueiro, já que as mudanças climáticas seguem inabaláveis.

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

A importância da vegetação ciliar




Ninguém duvida que a água é o elemento fundamental para nossa existência nesse planeta. Nosso corpo é majoritariamente composto por água e por essa razão somos incapazes de sobreviver sem ela.

Nosso planeta também é majoritariamente composto por água (a hidrosfera corresponde à 71% da superfície da Terra). Mas observe de que forma a hidrosfera é distribuída:



Com apenas 1% da água total do planeta acessível para consumo dos seres vivos, sua conservação é uma das pautas mais importantes da atualidade e requer mobilização total das empresas, do governo e principalmente da sociedade.

Veja de que maneira as matas ciliares auxiliam na conservação da água doce do planeta:


Esta vegetação funciona como uma barreira natural que impede a erosão e o assoreamento dos leitos d'água, além de impedir que o lixo que produzimos contamine os rios.
Elas são chamadas de ciliares porque protegem os rios e lagos da mesma forma que nossos cílios protegem nossos olhos.

As matas ciliares, além de serem fundamentais para a conservação qualidade da água doce, também servem como corredores para a fauna, pois é por ela que os animais se deslocam de uma região para outra em busca de alimento e locais adequados para procriação.

A hidrosfera, a flora e a fauna são fatores de equilíbrio ecológico do planeta e são interdependentes. A manutenção deste equilíbrio é a chave para a sobrevivência da nossa própria espécie.

Referências:
Árvore, Ser Tecnológico
WWF Brasil

domingo, 21 de dezembro de 2014

10 maiores conquistas científicas de 2014



2014 está quase no fim e a Revista Science já divulgou as principais conquistas da ciência deste ano.







Top 10

1- Missão Rosetta: O pouso do módulo Philae da Missão Rosetta (European Space Agency) no cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko foi considerado o avanço mais importante da ciência neste ano. O objetivo desta missão é ajudar os cientistas a descobrirem como a vida começou na Terra e é também o prenúncio de uma nova era da Ciência Espacial.

2- A origem dos pássaros: Biólogos Evolucionistas descreveram, através de estudos de fósseis descobertos nas últimas duas décadas, o modo e o tempo em que ocorreu a espetacular transição evolucionária entre dinossauros e os pássaros.

3- Uso de sangue jovem na batalha contra a velhice: pesquisa demonstrou que sangue de ratos jovens foi capaz de rejuvenescer músculos e cérebro de ratos mais velhos. O desafio agora é descobrir se funciona em humanos.

4- Robôs que cooperam: Várias equipes de pesquisa demonstraram que robôs também podem trabalham muito bem entre si, sem supervisão humana.

5- Chips que imitam o cérebro: engenheiros computacionais produziram em larga escala chips neuromórficos, desenhados para processar informações de forma similar a de cérebros vivos. Este tipo de tecnologia tem a vantagem de mudar a forma com que computadores lidam com tarefas complexas, como as que requerem a visão, por exemplo.

6- A mais antiga arte rupestre do mundo: Cientistas descobriram graffiti pré histórico na Ilha Sulawesi, na Indonésia. Estima-se que tenha pelo menos 40 mil anos de idade. É uma descoberta importante para determinar  a aurora do desenvolvimento da mente humana.

7- Células que podem curar o diabetes: Pesquisadores deram um passo importante na cura do diabetes: eles descobriram como tornar células tronco em células pancreáticas beta funcionais, as mesmas que são destruídas pelo corpo do próprio paciente portador de Diabetes tipo 1.

8- Manipulando memórias: Em 2013, cientistas descobriram como manipular memórias específicas em camundongos utilizando raios laser em seus cérebros.Em 2014, eles conseguiram gerenciar essas memórias, transformando boas em más e vice-versa.

9- Ascenção dos CubeSats: Há uma década, os CubeSats eram apenas ferramentas educacionais. Agora, um número recorde dessas pequenas caixas de 10 cm, construídos com tecnologia pré-fabricada e por isso mais baratos, serão lançados ao espaço para finalmente começarem a fazer ciência de verdade.

10- Aumentando o alfabeto genético: Toda a vida na Terra como a conhecemos codifica a informação genética utilizando quatro letras de DNA: A, T, G e C. Não mais! Pesquisadores criaram novas bases de DNA no laboratório, expandindo o código genético da vida e abrindo a porta para a criação de novos tipos de micróbios.


Referências:Science Magazine

Solstício de Verão e Sol da Meia Noite


 A palavra solstício vem do latim "sol + sistere" (sol que não se mexe, sol parado).



O solstício corresponde ao instante em que o Sol atinge a sua declinação máxima ou mínima, dependendo do hemisfério em questão. No solstício de Verão o Polo Norte apresenta uma inclinação de 23,5º em direção ao Sol, enquanto no solstício de Inverno o Polo Norte fica afastado do Sol com uma inclinação de 23,5º.

No círculo Polar o sol fica 24 horas no horizonte, e acontece o Sol da Meia Noite:







Referências: Solstício

sábado, 20 de dezembro de 2014

1,618 = O Número de Ouro




A história do número de ouro vem de tempos muito antigos. Na construção da Grande Pirâmide de Keops a razão entre a altura de uma face e metade do lado da base tem como resultado o número de ouro.



Sua designação é a letra grega Phi maíusculo em homenagem a Fídias, o escultor e arquiteto encarregado da construção do Partenon, em Atenas. Neste monumento, o número de ouro aparece na razão entre a largura e altura do retângulo de sua fachada:


Sendo uma constante algébrica irracional, o número de ouro é sinônimo de harmonia presente nas artes e principalmente na natureza, onde aparece com grande frequência:


A razão entre machos e fêmeas de uma colméia sempre será o número Phi.








Referências:

Departamento de Educação da Faculdade de Lisboa

Só Matemática

Atomic Fusion

Para estrear a seção "Aplicativos e Games" do blog, a dica de hoje é o jogo Atomic Fusion.




O Atomic Fusion é um simulador de um colisor de partículas. O objetivo é reproduzir todos os elementos da tabela periódica através das colisões. Começando pelo Hidrogênio, o jogo vai ficando mais difícil na medida em que aumentam os números atômicos dos elementos.


Disponível para Android e IOS.


Objetos Fantásticos do Universo - As Supernovas

O Universo está repleto de objetos fantásticos. Uma Supernova com certeza é um dos mais belos espetáculos que acontecem no Cosmos.

Supernova Cassiopeia - Imagem NASA

Mas afinal, o que são as Supernovas?

A explicação pode ser um pouco triste, pois as supernovas são basicamente estrelas que estão morrendo.
Sim, é exatamente isso. Todas as estrelas têm um começo e um fim, não são eternas. Estrelas precisam morrer para que novas estrelas nasçam. Assim se formou tudo que existe no Universo: os átomos que compõem seu corpo foram formados no ventre das estrelas. 

Como disse Carl Sagan: "Somos poeira de estrelas"



Sobre as supernovas, o processo é o seguinte:



As estrelas, ao saírem da Sequência Principal (período em que promovem a fusão do Hidrogênio presente em seus núcleos), entram no estágio final de suas vidas.
A ilustração mostra os dois tipos possíveis de Supernovas que podem surgir a partir de dois tipos distintos de estrelas.

No primeiro caso uma estrela como o nosso Sol: para se transformar numa Supernova, uma estrela assim precisa ter uma parceira binária, porque só desta forma ela terá a massa suficiente para explodir numa supernova. Se for uma estrela solitária, como o nosso Sol, ela terá seu fim como uma anã branca.

O segundo caso acontece com estrelas massivas (mais de 8 massas solares). Estas estrelas têm as características necessárias para produzirem Supernovas Tipo II.

Estes magníficos objetos, ao explodirem darão origem à novas gerações de estrelas e assim sucessivamente.




Referências:



As estações do ano



Quando olhamos uma imagem dessa é difícil não se emocionar. Afinal é o mesmo local, mas quanta diferença entre cada quadro!
Esta imagem é a tradução visual das estações do ano. Não é preciso saber muito sobre ciências para reconhecer as estações, mas a Ciência explica como funciona o mecanismo responsável por imagens como esta.

Muita gente acredita que a causa do frio e do calor é a distância Terra-Sol. 

Mas se a distância Terra-Sol é responsável pelas estações do ano, porque as estações são inversas em cada hemisfério? Por quê quando é Verão no Brasil, está nevando em Nova York?

A explicação para as estações está no eixo de inclinação terrestre e sua obliquidade:

video

Esta inclinação é responsável por haver maior incidência de raios solares em um hemisfério e menos em outro, caracterizando o Verão e o Inverno.

Durante os equinócios, ambos os hemisférios recebem insolação semelhante, caracterizando o início da Primavera/Outono.

Adicionar legenda

Então, agora você já sabe que o que causa as quatro estações do ano  é a inclinação do eixo e não a distância Terra-Sol, certo? 

18 anos sem Sagan e estreia de "A Bela Ciência"



O blog estreia num dia emblemático: há 18 anos se apagava a energia vital fantástica de Carl Sagan, considerado por muitos o principal responsável pela divulgação e popularização da Ciência.
Seu trabalho hercúleo e incansável rendeu bons frutos: apesar de ainda existir um enorme obscurantismo permeando as sociedades humanas, Carl acendeu durante a maior parte de sua vida bilhões e bilhões de velas, trazendo luz e tornando acessível a qualquer pessoa que tivesse interesse a possibilidade de aprender sobre o Cosmos através da Ciência.

Astrofísico, Mestre, autor de diversos livros, artigos científicos, idealizador e apresentador da série Cosmos, veiculada nos anos 80 nos Estados Unidos e dali para o mundo.
Atingindo milhões de pessoas, Carl sempre destacou a necessidade do pensamento crítico e do ceticismo. Em suas palavras, por mais tentador que seja acreditar em afirmações extraordinárias, devemos sempre questionar e buscar evidências destas afirmações, afinal "alegações extraordinárias requerem evidências extraordinárias".

Ao mesmo tempo em que Carl aponta a necessidade do ceticismo nas mais diversas relações humanas, também chama atenção para o fato de que o ceticismo fechado impede a aquisição de  novos conceitos importantes. "Não há problema em mudar de ideia, bons cientistas fazem isso o tempo todo"

Este blog rende justas homenagens ao homem que através de seu pensamento vanguardista e sua enorme generosidade, colocou a Ciência dentro do quotidiano das pessoas.

Hoje "A Bela Ciência" faz sua estreia na blogosfera e terá como missão principal tratar a Ciência com todo respeito que ela merece.

ReferênciasO ônus do Ceticismo - Universo Racionalista
Carl Sagan e as Crianças
Carl Sagan - Zênite